Ellos Festival estreia com programação online e voltada para auto-desenvolvimento

Meditações, palestras, atendimentos individuais e feira de produtos integram a programação

 De acordo com a OMS, o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas. E a realidade repleta de incertezas e com distanciamento social tem aumentado consideravelmente distúrbios como ansiedade e depressão. Na contramão desses números, a busca por autoconhecimento e autocuidado é uma crescente, além de um caminho essencial para uma melhor qualidade de vida. Foi neste contexto que nasceu o Ellos Festival, um evento online com palestras, meditações guiadas, atendimentos individuais e oficinas com foco central no bem-estar, autoconhecimento, nutrição saudável, consciência e cura.

 Programado para os dias 19 e 20 e 26 e 27 de setembro, das 9h às 21h através da plataforma http://www.qapeventos.com.br/ o evento terá a participação de 100 profissionais conduzindo a programação e deve reunir mais de 2 mil pessoas online. “O festival nasceu da combinação de três necessidades: ajudar as pessoas que estão cada vez mais ansiosas neste momento, ajudar tantos profissionais da área que tiveram seus trabalhos afetados pelo distanciamento social e ainda apoiar ações sociais.  “Mas muito além disso, nosso objetivo é promover o início de uma corrente ativa e de cura, conexão e solidariedade”, destaca Rebeca Barão, idealizadora do Ellos Festival.

As palestras abordarão diversos pontos de vista sobre o bem-estar e a sanidade mental em tempos de incertezas. Já as meditações guiadas foram elaboradas para trazer equilíbrio e centramento de várias formas. Dentro da programação, os participantes também poderão ter acesso a uma feira com estandes para compra de produtos, cursos e serviços. Dentre os destaques, estão palestras como “Intuição: a porta para a descoberta do seu novo ritmo” que trará para a consciência, a importância da intuição e como ela pode alterar sua vida para melhor, dentro deste novo ritmo o qual estamos inseridos e será conduzida pelo especialista Renan Zanotto;  “Corpo e Ancestralidade”, que traz a influência da nossa ancestralidade em nossos movimentos no dia a dia, em nossos pensamentos e até mesmo em manifestar ações do dia a dia, com a palestrante Dri Reigado; “Harmonizando nossa linhagem ancestral e reconectando nossas origens – com a filosofia Kahuna e Ho’oponopono”, com Marcinha Bello, fundadora do Emana Project (foto).

As meditações abertas terão duração de 30 minutos e marcarão a abertura e o fechamento de cada dia do Ellos Festival. Já as as palestras abertas serão realizadas sempre no início e no final das tardes. Além disso, o público também poderá inscrever-se em atendimentos individuais e oficinas com horário pré-agendado em áreas como Psicoterapia, Bioenergéticas, Psicanálise, Terapia esportiva, Astrologia, Hipnose Clínica, Regressão de memórias, Constelação Familiar, Nutrição Funcional, Aromaterapia Integrativa, Chi Kung- Medicina Chinesa, dentre outros. “Abrimos um chamado para profissionais participarem e recebemos inscrições de profissionais de diversas partes do Brasil e especialidades. “Com certeza o público poderá encontrar aquilo que busca para seu autodesenvolvimento e ainda poderá compartilhar com os demais participantes”, diz Rebeca Barão.

Os inscritos poderão utilizar a plataforma do evento para acessar os conteúdos gravados e “navegar” pela feira virtual  entre os dias 19 e 30 de setembro. 

Contribuição social

Além das ações já mencionadas, o Ellos Festival apoia dois projetos sociais realizados na região da Grande Florianópolis. Assim, parte  do valor arrecadado com as inscrições será destinado aos projetos: Floripamor, iniciada em decorrência da pandemia da COVID-19 para ajudar famílias necessitadas com a entrega de cestas básicas, alimentos e que evoluiu para um projeto que contempla alimentação saudável, desenvolvimento de pequeno empreendimento com o grupo de mulheres; e Projeto Piloto Banco comunitário – Moeda Social, todos na  Ocupação Marielle Franco, na Caieira do Saco dos Limões, em Florianópolis;  A campanha emergencial para a construção do centro de saúde guarani Tēxaī Renda no Morro dos Cavalos (SC), para acolher as famílias que precisam de atenção na saúde. Atualmente, a comunidade é composta por 62 famílias, sendo 11 idosos e 70% da população são crianças de 0 a 16 anos.

1 comentário

  • Anderson Camargo

    Porque você não usa o Contact Comment para divulgar
    este seu site, seus vídeos?… Traz visitantes de montão.
    Eu deixei ai no campo site o site onde eu falo sobre este
    assunto.

Deixe uma resposta