Jan M. O. abre exposição gratuita na Fundação Cultural BADESC, em Florianópolis

Artista de Joinville foi selecionado no Edital 2022; abertura de Dileção-direção (ou afetos transpostos) acontece às 17h de 7 de abril

               A primeira exposição inédita de 2022 na Fundação Cultural BADESC, em Florianópolis, será do artista residente em Joinville, Jan M. O.. Selecionado no Edital 2022, Jan apresenta a partir de 7 de abril Dileção-direção (ou afetos transpostos) no Espaço Fernando Beck. A abertura está marcada para as 17h e será aberta ao público. A entrada é gratuita.

Com curadoria de Juliana Crispe, a mostra é um recorte de trabalhos distintos interligados sobre questões afetivas dirigidas para e pelo artista.

Crédito: Julio Sevald

 “Em primeiro, a exposição fala sobre objetos e suas relações com pessoas e vivências, sendo estes itens, apresentados em sua forma original ou representados em desenhos e gravuras”, antecipa.

               Jan comenta que o nome da exposição partiu primeiro de um jogo de palavras, algo presente na poética do artista. “Ilustrar como a troca de uma letra entre estas sílabas abre a possibilidade de leitura sobre afetos e sentidos, que é o que esta exposição sugere. Eu e a Juliana, acrescentamos, quase como um subtítulo, os “afetos transpostos”, como reforço aos atravessamentos dos afetos que perpassam nesta exposição”, compartilha.

Dileção-direção (ou afetos transpostos)

A exposição, que apresenta cerca de 34 trabalhos, entre desenhos, objetos, gravuras e vídeo, fala sobre morte, nascimento, renascimento, esquecimento e continuidade. Jan explica que a mostra traça uma espécie de diário e catalogação das relações dele entre familiares e suas partidas ou afecções de ordem física, emocional e mental. O artista destaca ainda que em algum momento a exposição se abre para os relatos de outros que gentilmente contribuem com essa construção.

Para Jan, trazer para dentro das paredes da Fundação uma série de relatos pessoais que também envolvem uma ideia de morar e morada, traz um acolhimento especial. 

“Muitos destes trabalhos foram iniciados originalmente dentro de um quarto de uma antiga casa também. E como artista e apreciador da Fundação, é muito gratificante expor neste espaço que abrigou trabalhos e artistas que tenho enorme apreço, inclusive, alguns com quem tive a oportunidade de expor ao lado”, completa.

 Dileção-direção (ou afetos transpostos) poderá ser visitada gratuitamente de 7 de abril até 20 de maio de 2022, sempre de segunda a sexta, das 13h às 19h. A entrada é gratuita e a Fundação Cultural BADESC está localizada na Rua Visconde de Ouro Preto, 216, no Centro de Florianópolis.

Abertura e bate-papo com o artista

               Essa será a primeira abertura de maneira presencial durante o período de pandemia. E para a realização da mesma, a direção da Fundação salienta que será solicitado na entrada o comprovante de vacinação da Covid-19. Além da recomendação do uso de máscara durante a visita ao espaço expositivo.

               Na quinta-feira, 7 de abril, o artista Jan M. O. estará na Fundação, das 17h às 20h, para conversar com os visitantes.

Maratona Cultural de Florianópolis

               Na edição de 2022, a Fundação Cultural BADESC será um dos espaços que vai receber atrações da Maratona Cultural de Florianópolis. Em função disso, excepcionalmente no sábado, 9 e domingo, 10 de abril, a exposição Dileção-direção (ou afetos transpostos), do artista Jan M. O., poderá ser visitada das 13h às 19h.

               Às 15h do sábado, acontece na varanda da Fundação, o lançamento do disco “Sobre a Lua e os Passos” do Trovão Rocha Trio de Florianópolis. A apresentação é gratuita.

Sobre o artista:

Jan M.O. (Rio de Janeiro/RJ, 1986) é artista visual, ilustrador, graduado em Design Gráfico e Programação Visual e vive desde 2005 em Santa Catarina. Em seus trabalhos desdobra-se sobre questões que perpassam a vida pessoal e a vida coletiva, em um processo que explora diferença e repetição, palavra e imagem. Na diferença daquilo já posto, a forma toma-se como dinâmica e faz girar pelo movimento o que se pensa sobre a vida, sobre intensidades e transformações contínuas. Jan opera as técnicas do desenho há mais de quinze anos, pesquisa as práticas da gravura, da criação de objetos e sua produção utiliza tanto os processos manuais quanto as experiências industriais na elaboração de obras tridimensionais ou na multiplicação do seu trabalho de arte, ministrando em paralelo cursos e oficinas sobre processos gráficos através de editais, programas educativos e intervenções urbanas. Em sua trajetória constam obras em acervo, prêmios e seu currículo assinala participação em mais de 80 exposições, destacando individuais no Amapá, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe, além de participações em coletivas, bienais, residências artísticas e salões em outros estados brasileiros e países como Argentina, Colômbia e Espanha.

Sobre a curadora:

Curadora desde 2007, Juliana Crispe tem trabalhado com diversas gerações, diversos artistas em distintos processos de formação. Ela preocupa-se em conhecer os artistas catarinenses e tem como um dos principais desafios, promover e divulgar a arte catarinense. Juliana tem ganhado notoriedade no cenário nacional pelo trabalho sério e de escuta aos artistas. Nesse sentido, tem realizado exposições em outros estados, em coletivas com grande número de artistas, promovendo projetos que pretendem levar artistas e Santa Catarina para outras fronteiras. 

Serviço: Exposição Dileção-Direção (ou afetos transpostos) – de Jan M.O. com curadoria de Juliana Crispe

Abertura: 7 de abril, das 17h às 20h

Visitação até 20 de maio de 2022, de segunda a sexta das 13h às 19h

Local: Fundação Cultural BADESC – Rua Visconde de Ouro Preto, 216, Centro de Florianópolis/SC

Entrada gratuita

Previous Post
Next Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *