Publicado por 1:59 pm Cultura

“A Jornada de Fahim” marca a estreia de João Pina como escritor

Lançamento da obra será na terça-feira, 8 de novembro, na Fundação Cultural BADESC, em Florianópolis

Nascido em Fortaleza, no Ceará, e morando desde os três anos de idade em Florianópolis, João Pina, lança na terça-feira, 8 de novembro, o livro “A Jornada de Fahim”, na Fundação Cultural BADESC. O evento é gratuito e começa às 18h30 na Rua Visconde de Ouro Preto, 216, no Centro da Capital.

A publicação, com 230 páginas e que começou a ser escrita em 2018, marca a estreia do autor na literatura. “A literatura sempre esteve presente em minha vida e os livros de ficção fizeram parte da minha infância e adolescência”, conta o escritor que se divertia com as aventuras de Harry Potter e adora desvendar mistérios junto aos personagens de Dan Brown.

Crédito: Divulgação.

Pina conta que o livro é formado por 37 capítulos e segue uma narrativa em terceira pessoa. Sem fotos no interior, a publicação narra a história de Fahim, um adolescente de 15 anos que vive no Afeganistão e decide abandonar o mundo que conhece para ir em busca da salvação de sua irmã mais nova, que foi diagnosticada com um câncer raro. A manobra que deve fazer é arriscada, mas a única que vê possível para reunir o dinheiro necessário para salvar o tratamento da irmã: migrar para a Inglaterra. Fahim se junta a outros garotos no percurso, mas os desafios são inúmeros: travessias por montanha e mar até alcançar o seu objetivo.

“É uma história que nos convida a refletir até onde somos capazes de ir para salvar aqueles que amamos”, compartilha o autor.

Para o escritor, é uma grande honra fazer o lançamento na Fundação. “Fiquei muito feliz ao receber a notícia que fui selecionado para fazer o lançamento no espaço um dia após meu aniversário. Certamente, será um grande presente”, completa.

João Pina é graduado em Relações Internacionais pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e especializado em migrações transnacionais pelo programa Transnational Migrations (MITRA), na Europa, e trabalha numa ONG na promoção dos direitos dos migrantes e refugiados e sua inserção laboral em Chapecó.

(Visited 10 times, 1 visits today)
Close