Publicado por 1:24 pm LifeStyle

Campeãs mundiais de Fisiculturismo em SC

Pouca gente sabe, mas o Brasil tem duas campeãs mundiais de fisiculturismo. A paulista Isa Pecini foi a campeã mais jovem da história da categoria Bikini no Mr. Olýmpia EUA, a Copa do Mundo do esporte e, aos 22 anos, em 2019, ela trouxe o título inédito para o Brasil. Isa começou a praticar a musculação como terapia para a anorexia e a bulimia que sofria na adolescência. Já este ano, foi a vez de Fran Mattos ser a campeã mundial na categoria Wellness no Mr. Olýmpia EUA. Aos 35 anos, Fran é mãe de dois filhos e foi por causa de  uma depressão após a última maternidade que encontrou no fisiculturismo forças para se recuperar.

As duas foram atração no Sul Brasileiro de fisiculturismo que aconteceu em Gaspar, Santa Catarina, no último sábado, 11, e reuniu mais de 500 atletas amadores de todo o Brasil. Na foto, a Isa e a Fran estão no palco com Emerson Alberton, da SC Fitness, a produtora catarinense de campeonatos de fisiculturismo que nos últimos anos revolucionou as competições da modalidade transformado-as em espetáculos aos moldes internacionais. Em janeiro a SC Fitness vai apresentar em Florianópolis o calendário de competições de 2022, que será o maior ano da história do fisiculturismo no Brasil, 
Para conhecimento:

A nova fase do fisiculturismo no Brasil

Até 2018, quando a National Physique Committee, NPC, chegou ao Brasil, – maior organização do esporte dos EUA e a única entidade amadora reconhecida pela IFBB Professional League, liga profissional que assina eventos como o Mr. Olýmpia,- eram apenas três os atletas profissionais do esporte, e duas a três chances por ano de alcançarem uma vaga para o mundial nos EUA. Hoje, o Brasil tem mais de 100 profissionais e levou 23 atletas para o Mr. Olympia 2021, um recorde histórico no esporte. “O fisiculturismo foca no bem-estar, saúde física e mental, e cerca de 80% das doenças podem ser prevenidas com exercícios e alimentação saudável. Esses eventos acabam por inspirar milhões de pessoas no nosso país” diz Tamer El-Guindy, Presidente Musclecontest Internacional, que desde 1988 assina eventos internacionais amadores respeitados em todo o Mundo, e que há quatro anos também atua no Brasil, ele também é Diretor Executivo da NPC e tem na bagagem dois Mr. USA.

Em 2022 a modalidade quebrará outro recorde no Brasil, serão 18 as competições qualificatórias para o Mr. Olýmpia EUA, e mais de 50 shows amadores do esporte fazendo do país o segundo país no Mundo em número de oportunidades de acesso ao mundial, atrás apenas dos donos da casa. Ainda segundo Tamer, “O Brasil se tornou uma potência no esporte desde a chegada da NPC e da Musclecontest com recorde de audiência e de atletas profissionais consagrando-se no país e chamando atenção no Mundo”.

“Eu acompanho os bastidores do fisiculturismo no Brasil há 20 anos e quando a NPC chegou ao país e trouxe mais competições qualificatórias reconhecidas pela liga internacional, uma porta jamais vista se abriu para os nossos atletas que hoje tem mais oportunidades para atingirem seus objetivos profissionais e realizarem o sonho de pisar no palco do Mr. Olýmpia, por exemplo, e tudo começa com etapas regionais, como essa de Piracicaba”, explica Emerson Alberton sobre a nova fase do esporte. Ele é o CEO da SC Fitness, produtora especializada que há três anos “glamourizou” aos moldes internacionais as provas da modalidade transformando-as em shows, e é Diretor Artístico da franquia Musclecontest Internacional, que desde 1988 assina eventos internacionais amadores respeitados em todo o Mundo, e que há quatro anos também atua no Brasil.

Crédito: Luther.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Close