Publicado por 10:27 pm Música

Encontro de bandas e artistas visuais movimenta o pub Beer and Pork neste domingo, em Florianópolis

Evento liderado pela banda Stella Folks promove a valorização de artistas locais que investem na produção autoral

A valorização da música autoral catarinense e de artistas visuais dão o tom do 1º Stella Autoral, uma iniciativa dos músicos da banda Stella Folks que promete movimentar este domingo, 17 de julho, a partir das 17h, o pub Beer and Pork, em Coqueiros, em Florianópolis. O encontro contará com três atrações musicais, exposições de artistas visuais e a parceria da marca @useliverpool, com sorteios e descontos para o público.

Segundo os idealizadores, “a ideia é reunir grupos que apresentarão composições próprias e artistas visuais que vão expor suas criações, num ambiente que refletirá trabalhos autênticos”. Além da banda Stella Folks, quem também sobe no palco do Beer and Pork neste domingo são os músicos da Sonido Club e Outros Bárbaros. A parte visual ficará por conta dos artistas Bárbara Godeny e Milton Cazelatto.

Para completar o “cardápio” do domingo, as 11 taps do Beer and Pork foram calibradas com as melhores cervejas artesanais da região, entre elas uma Weiss/Weizen da cervejaria Nefasta.


Mais sobre as atrações confirmadas no 1º Stella Autoral:

 
As bandas:

Sonido Club
: Anderson Tombini (voz, bateria) e Jerônimo Junior (guitarra, violão, teclado e bass pedal) formam o Sonido Club, uma banda que faz rock a 4 mãos e 4 pés. Na discografia, o EP 12 Horas (2019) tem a participação de Taro Locherbach (Parafuso Silvestre) na faixa que batiza o disco. Celebraram 10 anos de estrada em 2022 com o lançamento de mais 5 faixas inéditas, que versam sobre dilemas humanos dos mais corriqueiros como livre arbítrio, vida e morte, vícios e virtudes. Esteticamente, o rock inglês dos anos 60 e o brasileiro dos anos 80 são grandes referências.

Stella Folks: Stella Folks, formada em 2016 em Floripa por Thiago Mates (vocal, violão e guitarra), Raphael Faria (contrabaixo), André Guesser (bateria) e Rafael Pollmann (guitarras), é uma banda de indie rock sob influências de música brasileira. O grupo já coleciona o disco de estreia “Stella Folks” e um recente EP “Vênus em aquário”. Segundo Mates, “as músicas falam sobre padrões de beleza, amor egoísta, liberdade, fundo do poço econômico e saúde mental”.

Outros Bárbaros: Frescor, melodia e riffs. Sim, é possível dialogar com o pop de maneira digna e estimulante. O princípio ativo é, sim, o da pretensão: construir algo importante tendo a música como fim. Depois de um álbum e um EP que os fez figurar entre as principais bandas do cenário catarinense, os Outros Bárbaros lançaram Interlúdio na Beira do Caos, seu mais novo trabalho. O tripé rock, música brasileira e letras contundentes continua sendo a base sonora do quarteto – formado por Maurício Peixoto, Marco Mibach, Eduardo Lehr e Diego Stecanela – agora acrescido de novas instrumentações e possibilidades.

Os artistas visuais:

Bárbara Godeny: Uma criança curiosa que teve paixão por desenho logo cedo, trocava as bonecas por lápis-de-cor rapidinho. Trilhou seu caminho profissional com a Arquitetura e, somente em 2017, teve o primeiro contato com a aquarela. A princípio um hobby que foi tomando corpo e espaço em sua vida até se assumir artista em 2021.Milton Cazelatto: Nascido em Santos/SP, o artista Milton Cazelatto reside em Florianópolis desde 2000 e frequenta o ateliê de gravura do CIC desde 2011, desenvolvendo pesquisa em xilogravura. Participou de exposições coletivas e individuais no Brasil, Espanha e Polônia.

(Visited 1 times, 1 visits today)
Close