Publicado por 2:44 pm Agitos

Gilsons, BaianaSystem, Marina Sena, Leci Brandão e Majur sobem no palco do Arvo Festival, em Florianópolis

A 7ª edição do evento está confirmado para o dia 08 de outubro e, além do line-up que  destaca a música nacional, coloca os holofotes na sustentabilidade e na diversidade

Um dia para unir a música, a arte e a responsabilidade individual em prol do meio ambiente. Assim será a 7ª edição do Arvo Festival, no dia 08 de outubro, no sítio Império das Águias, no Campeche, sul da Ilha de Santa Catarina. 

Serão 13 horas de shows com sete bandas e sete DJs de diversos Estados do Brasil, além de atrações nacionais, com destaque para Marina Sena, BaianaSystem, Leci Brandão, Gilsons e Majur, que se apresenta pela primeira vez na Ilha. “Desde a primeira edição, a programação do Arvo é pautada pela pluralidade de estilos, formando um time de artistas culturalmente abrangentes. Assim, o público pode curtir sua banda preferida e também descobrir novas sonoridades, tornando o festival uma experiência ainda mais marcante. Nesta edição, avançamos em um ponto importante, a diversidade com  70% do line-up e 50% do staff formado por mulheres”, destaca Nathália Possebon, produtora do Arvo Festival. 

Crédito: Natasha Azambuja.

Em paralelo à expressão artística, o evento destaca-se por ser um efetivo canal para promoção da sustentabilidade, tendo a formação do público como agente ambiental como um dos seus principais ativos. “Buscamos estes objetivos normalizando a baixa geração de resíduos, promovendo a reciclagem e a compostagem, fomentando o trabalho dos catadores de materiais recicláveis. É uma aposta na conscientização ambiental através da experiência, misturando arte e engajamento ecológico”, destaca Sara Borém Sfredo, engenheira ambiental e sanitarista e coordenadora de Gestão Ambiental do Arvo.

Em quatro anos, o Arvo Festival tem registrado importantes números que comprovam seu respeito à natureza e adoção de medidas disruptivas para promover a mudança de hábitos. A 7ª edição apresentará ao público uma combinação de tudo que já deu certo em edições anteriores, além de algumas inovações, como uso de detergentes e sabonetes biodegradáveis e orgânicos para as cozinhas e área do banheiro, uma praça de alimentação 100% biodegradável e o Carbono Neutro, com toda a pegada sendo mensurada e revertida em árvores. “Vamos mostrar que agir de forma sustentável pode ser leve e divertido, como na oficina muvuca Naveia, onde os participantes poderão criar ‘bombas’ de semente para  ajudar a erguer a Floresta Naveia (na região de Ibitipoca/MG) e ainda poderão receber atualizações e acompanhar suas criações virando árvores. É o verdadeiro ‘fazer parte’ da transformação”, destaca Nathália Possebon.

Confira algumas medidas adotadas pelo Arvo Festival 

  • Baixa geração de resíduos – média de 0,112g por pessoa;
  • Zero plástico;
  • Carbono Neutro;
  • Água gratuita;
  • Uso de detergentes e sabonetes biodegradáveis e orgânicos para as cozinhas e área do banheiro;
  • Praça de alimentação 100% biodegradável;
  • Totens “Bituca é Lixo” para recolhimento de bitucas de cigarro;
  • Oficina de muvuca Naveia: criação de “bombas” de semente para ajudar a erguer a Floresta Naveia (na região de Ibitipoca/MG). Os participantes da oficina que se cadastrarem pelo QRCode poderão receber atualizações e acompanhar suas criações virando árvores;
  • Promoção da reciclagem e a compostagem;
  • Fomento do trabalho dos catadores de materiais recicláveis. 
(Visited 8 times, 1 visits today)
Close