LGBTIfobia é tema de projeto de alunos do curso de Administração da UFSC

LGBTIfobia é tema de projeto de alunos do curso de Administração da UFSC

Alunos da disciplina Administração de Projetos, da oitava fase do curso de Administração da UFSC, estão desenvolvendo um projeto que visa contribuir com o acolhimento às vítimas de LGBTIfobia em Florianópolis e região. O ExSqueezeMe pretende dar visibilidade ao preconceito enfrentado pela população LGBTI e propor alternativas de acolhimento. A ideia é atuar em várias frentes, que incluem capacitação profissional, uma rede de acolhimento para LGBTIs expulsos de casa e inclusão via cultura.

Squeeze na língua inglesa remete a situação de aperto. Na composição do nome do projeto, a sonoridade remete a “excuse me”, um pedido de licença para tratar do tema, já que hoje o Brasil é um dos líderes em número de casos de violência à população LGBTI.

“Queremos dar visibilidade aos problemas enfrentados por esta parcela da população e a partir de uma rede de solidariedade poder construir um espaço cultural e de acolhimento” comenta Erick Santos, gerente do projeto.

Além de promover visibilidade à causa – há um curta-metragem em produção sobre o assunto, em parceria com alunos do curso de Jornalismo – um dos objetivos é criar um espaço cultural, mas que também seja um ponto de acolhimento inicial. Por meio de uma rede de apoio, pessoas LGBTIs que precisem sair de suas casas vão poder conseguir um lar temporário.

Até o fim do semestre, os alunos vão elaborar um plano de negócios e angariar parceiros para as ações. Depois, a ideia é que uma ONG assuma o projeto. O plano de negócios ainda prevê um acompanhamento inicial com a equipe da ONG, até que haja uma amadurecimento em relação à gestão do local. 

No momento, o projeto encontra-se em fase de estruturação e todos aqueles que se sensibilizam pela causa podem contribuir – seja com suporte financeiro, parcerias para divulgação, cursos de capacitação, entre outros. 

“Toda ajuda é bem-vinda, pois temos o desafio de realizar o projeto em pouco tempo” afirma Santos.
O ExSqueezeMe já conta com o apoio de algumas empresas e entidades que atuam em defesa da causa na região, como a Hostgator e Acontece – Arte e Política LGBTI +. Quem tiver interesse em contribuir pode entrar em contato pelo e-mail contato.exsqueezeme@gmail.com ou pelo Instagram do projeto @exqueezeme.br

Deixe uma resposta